segunda-feira, 4 de junho de 2012

BONNIE AND CLYDE - THE TRUE AMERICAN FREEDOM








Nos meados do século vinte, pelas artérias de piche da America do Norte, a verdadeira liberdade se manifestava nas entranhas sombrias  dos rincões ou na exposição moderna do arranha-céu das cidades eletrificadas. Os cidadãos na sua confortabilidade ignoravam ou torciam o nariz arrebitado, protestante, puritano e branco para Bonnie & Clyde. Os libertários na mais pura concepção do ideal.


A audácia  de liberdade, a coragem de enfrentar o estado, os conservadores, os fundamentalistas religiosos, o governo e as instituições financeiras; com uma mistura de livre iniciativa e contestação ao sistema moedor de carne humana, colocaram em xeque o mega sistema opressor; Bonnie & Clyde se uniram para desafiar um país que começava a ficar preso a regras burocráticas e a um esquema que iniciava  cortar as asas da águia que voa acima dos planos mediocres do conforto e acomodação burgues, que mergulha livre e soberana em direção à batalha pela existência sem concessões as castas feudais e aristocráticas do velho mundo europeu;




Não era mais tempo de desbravar a America, voar rumo aos desafios de outrora e sim usufruir a riqueza acumulada, viver no conforto mesquinho da classe media e hibernar como um urso que acumulou gorduras, que abdicou da caça para ficar confortavelmente numa toca a espera de um clima menos desafiador;

Bonnie & Clide, o destemido casal, cuspiu balas com metralhadoras, acordando o animal que hibernava na tranquilidade de sua caverna; o matracar das armas de fogo causava ojeriza aos protegidos pelo estado e pelo sistema financeiro, talvez os libertários representem os movimentos atuais contra a exploração, a alienação e as falcatruas que os grandes conglomerados transnacionais executam contra a população que vê seus impostos serem devorados pela fraude econômica-financeira;


Colocaram em risco o ícone do capitalismo - os bancos; Bonnie & Clyde distribuíam a riqueza acumulada baseada na exploração do sangue indígena, do sangue negro, dos imigrantes; usaram as mesmas ferramentas que a sociedade americana idolatra, mas que foi congelada nas geleiras de todos os sistemas burocráticos;

Livre-iniciativa, ousadia, rebeldia e coragem, eis o que o casal libertário articulava para obter uma liberdade que justificasse a existência, mesmo sabendo do risco iminente de perda da vida;
os símbolos da grande nação apropriadora estavam ameaçados no seu amago, na sua potente maquina de expropriar almas, de alienar consciências; mas as forças retrogradas não podiam mais adiar a eliminação da ameaça, pois sabiam  que seus antepassados usaram as mesmas ferramentas para desbravarem  e erguer a grande nação do norte;




Os crânios conservadores e fundamentalistas do capitalismo estavam perturbados; urgia imobilizar um grande aparato para deletar Bonnie & Clyde, pois eles evocavam  os primevos homens do oeste com seu impeto de inovação, de aceitar desafios, de se rebelar contra o estado de coisas de uma sociedade que começava a envelhecer como na velha e esclerosada Europa; o exemplo de achar soluções não convencionais para passar obstáculos, eis o perigo que não poderia contaminar a grande classe media adormecida no seu razoável conforto;

Sempre a história é contada pelos vencedores, com mais enfase quando se elimina os adversários; mas essa epopeia inefável iria sobreviver, não pelos escaninhos da história formal, mas sim pela teia popular que ainda conserva a admiração em homens que tentam se desacorrentar das galés que escravizam a existência autêntica; que gosta do espirito audaz, da alma que desbrava e revoluciona, que emerge do sangue polimerado do povo americano; e basta uma nota, uma palavra, uma situação que desperte a ousadia adormecida trancafiada pelo sistema burocrático-financeiro para que  tudo possa ressurgir com todo seu vigor como o movimento OCCUPY de todas as matizes...




O homem tem prazo de validade, tudo é efêmero no universo...   era apenas mais um dia sem sentido nos fétidos pântanos da America convencional, quando o creme retrógrado da sociedade conspira com o aparelho conservador do estado não se ouve o canto dos pássaros, somente o chocalhar do guizo da serpente viscosa e peçonhenta;



Nas veias da America libertária voavam as águias na sua liberdade incondicional - Bonnie & Clyde - foram crivados de balas numa emboscada digna de terroristas, neste momento a liberdade deu um adeus ao grande irmão do norte, não restava mais esperança - os búfalos foram dizimados, os índios exterminados, os negros aprisionados em fazendas de algodão, em leis discriminatórias; não se tinha mais a liberdade de andar sem documentos costa a costa, sem apólice de seguro, sem passaporte, sem marketing, sem cartão de crédito - o sonho americano se reduziu a papeis-prisões, a grades de procedimentos convencionais e burocráticos que emperra  o espirito empreendedor...

O PAÍS DAS TORTAS DE MAÇÃ NÃO TOLERARIA MAIS A VERDADEIRA LIBERDADE

 









Nenhum comentário:

Postar um comentário