sábado, 7 de fevereiro de 2015

Metafísica Que Transpasse Todos Os Valores Humanos






Metafísica Que Transpasse Todos Os Valores Humanos







Ultimamente procuro uma metafísica que transpasse todos os valores humanos, que moteje da moral, da ética. O homem não escapará do escarnio e o próprio escarnio será zombado. Seria uma transposição do sentido dos sentidos para administrar a "mente". Sabemos que somos iludidos duplamente. Então, uma pergunta se faz necessária: 

- Porque seguir este modelo de ilusão mente/sentidos?

Só não sabemos se para mudar devemos deletar toda cultura, todo o pensamento gerado no ocidente/oriente. Temos o intuito que as duas esferas do conhecimento humano nos levarão a uma catástrofe total. Precisamos puxar o freio do planeta. Apreendemos a ética e a moral. Impregnamos na mente todas as racionalidades-teológicas-éticas de Kant e dos mais variados religiosos, porém nosso corpo sorri matreiramente, sabe que a causa dos nossos comportamentos e costumes derivam diretamente da matéria-energia. As Leis Humanas baseadas na razão - não são capazes de evitar, suprimir a força da carne pré-determinada e da vontade do universo:

- Este é  o Espírito das Leis?

- Não é Montesquieu?






De um lado a ética, a moral e a razão. Asseveramos todos os preceitos das brochuras douradas dos livros sagrados da teologia, da imaculada racionalidade... No entanto, na primeira oportunidade de lucrar, de exercer o prazer da carne, as páginas lustradas das santas escrituras jorram o lânguido suor do prazer, da carne, do consumo. O homem com sua escala de valores artificiais produziu o rompimento de sua natureza. A saída da essência resultou na multiplicação geométrica das desigualdades, chegando até mesmo construir uma hierarquia de subespécies dentro da classe  animal implume e bípede de Platão. A sociedade de classes criminaliza, reprime, impõe a miséria. Estamos a ponto de retirar a maior parte da humanidade do topo da categoria animal e colocá-la junto com os demais mamíferos. 







De outro lado a consciência forjada a ferro e fogo fátuo, artificialmente, serve como escudo das "tentações", ou seja, as necessidades. Contanto, os ideólogos do capitalismo, sabedores da realidade que move os humanos, construíram um sistema de propaganda e marketing que explora o motor humano da vontade. Com isso fabricam produtos para gerar consumo-fake. Já não bastasse as filosofias que dividem o homem em corpo e mente, agora ele se acha angustiado. O meta-consumo ou a meta-necessidade   criou um desenfreado ter que afoga o ser.  Por isso precisamos de uma metafísica que perpasse toda racionalidade, toda Ética... Precisamos resgatar o homem da ideologia que o escraviza. 








Nenhum comentário:

Postar um comentário