domingo, 24 de janeiro de 2016

A bastilha da bossa nova de fato e de direito foi derrubada pela legião revolucionária do FUNK.





A bastilha da bossa nova de fato e de direito foi derrubada pela legião revolucionária do FUNK.








Leblon, 17.07.2013 - Rio de Janeiro, Brazil. A bastilha da bossa nova de fato e de direito foi derrubada pela legião revolucionária do FUNK. A Rede Globo perdeu o rumo depois que  passou a ser vaiada pelos movimentos sociais e pelo povo nas ruas. A narrativa leblon-copacana foi posta em xeque. A favela não precisou descer ao asfalto, pois lá está a vida que a classe media-bossanova inveja. O preconceito enjaula esta verdade.  Outrora a mídia global e classe-media-bossa-nova suportaram a ditadura-militar-empresarial. Os desfavorecidos foram empurrados aos rincões mais distantes para não atrapalhar a estética arquitetônica de Oscar Niemeyer  e a sonoridade "limpa" bossanoviana. O General Golbery deu o tom do que se aproximava - Depois da sistole é hora da diástole.  




A diástole foi apropriada pelo estamento branquelo-mediano-urbano, que mais uma vez barrou o andar de baixo. A classe média no divã confessou que tinha dupla inveja. Os bens da classe A. A alegria da Favela. O novo terapeuta do poder foi bem claro. A alegria  não terão, pois isto é um estado de espirito que a inveja não permite. Já o desejo por iates, ferraris e Miami é um tônico para ascender ao nosso clube fechado, porém para poucos. Os medianos-bossanovianos mais uma vez entraram em crise existencial. Teriam que se conformar com automóveis padrão setenta mil reais, viagens a disneyland-CVCViagens, rivotril 2mg ou 5mg e quem sabe uma esticadinha até Miami. Pátria, propriedade, família e evangelho começaram a replicar nos lábios de dentes marfinizados-aparelhados da media-classe. Novamente o vermelho-"comunista" arrepia os insanos intolerantes. Antanhos bradavam que o Brazil não ia ser Cuba. Agora acrescentaram Venezuela e bolivarismo. A grande mídia retoma Lacerda-Cunha-Tribuna-Globo e os mares de lama-corrupção - não sem antes alimentar a inflação e a crise econômica que é mundial, mas foi estatizada pela PIG. O martelar da propaganda modelo Goebbels da big imprensa tenta desestabilizar. A historia se repete graças a microcefalia por metáfora do cidadão médio-obtuso.  O refrão dos fascistas-golpistas-conservadores é suicídio, renuncia, extinção e golpe. Tudo que for diferente da identidade Tory-Tupiniquim deve ser deletado. Assim andamos respirando dióxido de carbono e enxofre. Por osmose o ódio insano das corporações midiáticas, representantes dos bossanovianos e elites, que vai contaminando a sociedade. Pena de morte, exército na rua, encarceramento do desfavorecido e criminalização do menor estão no projeto de sociedade dos aspirantes ao golpe... 









Nenhum comentário:

Postar um comentário