sábado, 14 de setembro de 2013

Versos Quânticos Assimétricos Ocultos



VERSOS QUÂNTICOS ASSIMÉTRICOS OCULTOS







Um é problema

O Outro é sistema...

Quando Olho o espelho

Quase já não enxergo...

A massa do meu corpo toma volume 

Minha alma me abandona 

Reflito todo o passado:

A pele respira maciamente no involucro imenso do móvel de imbuia cibernético - que abriga por meio das gavetas de laser decompostas em cores flamejantes e laminadas - o Ser...

Os códigos do genoma em números sustentáveis dentro de realidades possíveis no meu espirito  saindo para passear num fóton pelo o universo desconhecido ou num código genético do marfim de um elefante indiano guiado por um monge budista descendente direto de Sidarta Gautama....


As lágrimas correm copiosamente perante as injustiças:

A foto no jornal... 

A mentira nas entrelinhas...

A mancha no lençol...

Viagem filosófica...

Encarnação grega pré-socrática...

Desmorono sobre lembranças sem recordações:

Fragmentos

Fermentos infinitos num espaço negativo

Pedras despedaçadas num passado que não passou

Tudo preparado, dosado e mumificado

O marketing está pronto...



  



Da neo locomotiva à energia quântica

A minha semântica falhou

O trilho do sentido está a espera

Maiskowski lavou seu blusão

Amarelo-rosa

Meu cavalo do tempo-espaço cósmico ainda está com suas patas cravadas  no globo dimensional total

A porta estará sempre aberta às novas percepções...

ALDOUS HUXLEY:

"Devemos o Progresso aos Insatisfeitos"



A janela será a ponte para o futuro

NASA / Java / Jacarta
Windows / Linux

Sempre haverá um paralelo para o qual não estaremos preparados

A relativa Grécia nos oferece absoluta filosofia entre solutas relações pré-pós-socráticas

A sentença já foi dada

Não tenho mais tempo

Não quero ser a bola da vez

Sinuca de bico

Não há tergiversação...

Frutos exóticos de neurônios alimentados por super-mezcalinas

Alguém morre, outrem nasce

O circulo filosófico do tempo mental-genético contrasta com a relatividade de Einstein

Até o infinito tem um fim...


E = mc²

MAXIKOAN

Eu não forneço nenhuma regra para que uma pessoa se torne poeta e escreva versos. E, em geral, tais regras não existem. Chama-se poeta justamente o homem que cria estas regras poéticas
Maiakovski

  



Nenhum comentário:

Postar um comentário